22
abr
08

Das Rad

As pedras Hew e Kew já viram muito durante suas vidas eternas. Do topo de uma montanha elas cuidam de seus próprios problemas, assistindo de longe as pequenas mudanças na natureza. Aos poucos, a humanidade que vive em volta começa a se desenvolver, inventando a roda e o transporte e finalmente afetando a rotina pacata das pedras.

Achei excelente o jeito que eles mostram o tempo das rochas, que teoricamente se mexem (e conversam) muito lentamente em relação ao tempo dos homens, o que torna a percepção de cada um diferente, sem que um reconheça exatamente a existência do outro. Esse curta foi feito com 10.000 quadros de stop-motion, com ajuda de chroma, Maya pro cenário distante e efeitos de iluminação e Cinema 4D pro céu. Concorreu ao Oscar® de melhor curta em 2003. Mais sobre ele no site.

Indicação do meu amigo geólogo Samir Rachid.

Anúncios

0 Responses to “Das Rad”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Menu

Posts de outrora

Calendário

abril 2008
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

%d blogueiros gostam disto: