30
jun
08

Protesto contra IED

Saiu no jornal “OGlobo” de hoje:

Moradores da Urca fizeram um protesto contra a instalação do Instituto Europeu de Design no antigo prédio da TV Tupi. Eles vão exibir uma faixa contra a obra num barco que estará ancorado na Praia da Urca, com a frase: “Aqui não cabe IED”. As obras estão avançadas e a previsão de entrega é para o começo do segundo semestre deste ano. Na segunda-feira passada, um grupo de vizinhos insatisfeitos achou um calhamaço de 200 páginas com registros de pagamentos a funcionários da TV Tupi jogado no lixo ao lado da obra, o que levantaria suspeitas sobre a preservação da memória da construção.

A questão é polêmica. Embora a maioria dos prédios do bairro exibam faixas de protesto, muitos moradores da Urca e de outros bairros discordam da campanha contra a escola de design. A discussão gira em torno do uso do espaço público. Quem é contra o IED diz que haverá um aumento significativo do movimento de carros e pedestres na região. Segundo o grupo “Urca Sim!”, o bairro já está saturado, com bares cada vez mais cheios e poucas vagas para estacionar. Os protestantes também argumentam que não houve licitação para o uso do prédio.

Conversei também com moradores que aprovam o IED. Um deles me disse: “Se a cidade toda está ficando cada vez mais saturada, é natural que isso ocorra também para bairros mais calmos”.

Independentemente de protestos, a obra continua andando. Também será reformado o prédio que fica atrás do antigo Cassino, com previsão de entrega para 2010. Lá funcionarão outros departamentos do IED.

E ai??


11 Responses to “Protesto contra IED”


  1. 1 julho, 2008 às 12:40 am

    Não tem como negar de que uma das grandes qualidades da urca, a CALMA E TRANQUILIDADE, vão ser prejudicadas com a chegada do IED no bairro. Mas acredito que eles possam ganhar mais cultura, mais arte e mais tecnologia para um bairro tão “das antigas”.

    Péssimo? não.
    Ótimo? não.
    Interessante? talvez.

    O Rio de janeiro é uma cidade muito democrática e os moradores da Urca se esquecem de que eles moram em uma casa, ou um apartamento, eles não são donos do bairro, eles compraram uma residência mas a calma que eles “compraram” não tem como ser estimada em valores para poder protestar que o bairro seja cede de uma grande escola de Design. Se fossem abrir uma casa de festas como a HELP eu até entenderia pois traria tumulto para as noites e por terem apartamentos com no máximo 3 andares (na região que contorna o futuro IED) o som e propagaria perturbando o sono. MAS NÃO É ESSE O CASO.

    Para os estacionamentos, uma solução a longo prazo é crescer para fora em uma faixa a rua principal. Isso levaria tempo, mas pode resolver esse problema.

    Bem, falei demais, tô quase me candidatando a Deputado.

    Boa noite e boa sorte.

  2. 1 julho, 2008 às 12:47 am

    (editei o post com o link e foto pro site)

  3. 1 julho, 2008 às 1:37 am

    Olha, normalmente não escrevo em blogs nem nada, mas dessa vez não tem como.
    Como moradora da urca eu PRECISO dizer coisas que talvez o resto do mundo não tenha parado pra pensar, ou não saiba.

    Acho muito engraçado quem não mora na urca, ficar dizendo que a escola não vai atrapalhar o funcionamento do bairro. Me desculpem, mas quem não mora aqui, não conhece. Não deveria falar sobre o que não sabe. A urca é “famosa” pela tranquilidade sim, mas quando os moradores vão contra a construção do IED, não é SÓ isso que nos preocupa. Pra quem não sabe a escola vai trazer inicialmente 1400 alunos (sem contar o corpo doscente e outros funcionários).
    SABEM O QUE É ISSO??? 1400 carros a mais pra parar na rua, aumento consideravel de consumo e uso de água e esgoto. A urca, por não ser bairro de passagem é o que eles chamam de “fim de linha”, tem o abastecimento de água e esgoto bem delicado. Quando falta água na cidade por algum motivo, a urca é um dos últimos bairros a normalizar. Agora imaginem isso com mais 2000 pessoas??? EU que moro aqui, vou ficar sem água! Isso sem falar na luz, porque os transformadores antigos daqui não vão aguentar.

    Quando a gente diz que a urca não tem ESTRUTURA pra comportar a demanda da escola, é a ISSO que nos referimos.

    Vocês sabem que no final da urca tem um ponto final de 3 linhas de ônibus, certo? É, mas que o solo la está “afundando” eu garanto que vocês não sabem. A algum tempo ja ouço a idéia de diminuir a frota ou deminuir o tamanho mesmo dos ônibus (colocar micro ônibus) por conta disso. O PESO DOS ÔNIBUS está degradando o solo e o “perímetro” daquela área está desnivelado.

    O nuno fala “ah se fosse uma casa de show tipo help”…Nuno, somos amigos e vc sabe que eu te adoro…mas o IED vai trazer se não o mesmo, ainda MAIS movimento que uma casa como essas.

    Se essa escola abre aqui, o movimento dos bares locais aumenta, vão aparecer todos aqueles “maladros” pra “guardar os carros”. Quando tem show no morro da urca (que é FORA da urca), isso aqui ja vira um inferno!! Imagina um show desses por dia, AQUI DENTRO! Não da! Físicamente impossível! Será que eles vão ter que abrir a escola pra ver que não funciona?

    Tem um boteco aqui, que o Belmonte ja está querendo comprar. O QUE EU FAÇO SE ME ABREM UM BELMONTE AQUI???????

    A urca só tem UMA via de entrada e UMA via de saída FILA ÚNICA! Nuno, desculpa, mas vai espandir pra onde???? Vai abrir pista em cima das casas do lado direito ou em cima da areia no lado esquerdo??? NÃO TEM COMO!

    Eu também sou designer gente…não estou contra a escola “de graça”. Adoro o IED, conheço o trabalho deles e acho muito bom. Mas o lugar onde eu moro vai virar um caos se essa escola abrir aqui.

    Não houve um estudo do bairro na hora de se pensar no projeto. Sabe o que me parece? Que a localidade da nova sede foi escolhida baseada no cartão postal. Só pra mostrar “la fora” que o “IED Rio” fica no pé do Pão de Açúcar.

    Lamentável…..

  4. 1 julho, 2008 às 9:17 am

    Bem, vamos por partes:

    O caos no Rio de Janeiro não é apenas na Urca. Todos devem saber que a questão do trânsito na cidade está cada vez mais caótica e a tendência é que daqui há uns 10 anos ninguém mais anda de carro. Acho que o problema do trânsito na Urca faz parte do MACRO, não necessariamente só do bairro. O mesmo vale para o transporte público, estado de conservação do bairro, etc. Meu caros, estamos vivendo no Rio de Janeiro, a cidade que mais atrai turistas no Brasil, e uma das maiores potências econômicas do nosso país. Acho que existe uma certa demagogia de conservação, que já está tudo totalmente urbanizado, sem a selva característica dos anos 20/30. Se fossem construir um Empire States Building do lado do pão de Açúcar eu até entendo, mas será uma escola de Design, em um prédio antigo…

    Bem, se a prefeitura liberou o alvará, esta está aprovando o funcionamento da Escola de Design. Acho que do ponto de vista cultural e da evolução do design na nossa cidade, a instalação da escola na Urca é uma ótima notícia. Ainda mais quando essa escola se propõe a revitalizar o lugar, reconstruir aquele prédio que faz parte da história cultural da cidade.

    E se ninguém for para aquele prédio, quem vai assumir a restauração??? Os moradores?? Ou será que esse prédio irá continuar uma ruina e se degradar cada vez mais??? Eu posso estar errado, mas eu sofro (e muito) com esse caos da cidade. Levo em média 4hs no trânsito. A janela do meu apartamento é de frente para uma via expressa em Laranjeiras… Não tem jeito, nessa cidade para onde a gente for morar, vamos esbarrar com esse tipo de problema. Isso é inevitável, é um problema de planejamento de anos atrás.

    Há não está satisfeito com a quantidade de carros e de gente na cidade??? Vai para Mauá!!

  5. 1 julho, 2008 às 10:41 am

    Concordo com tudo escrito aqui, sem dúvida!
    Como a prefeitura liberou espero que eles além de investir no IED, investir também na melhoria do bairro em todos os problemas que a Joana citou. Realmente quem não mora na Urca não faz idéia do que se passa. Gostaria de poder resolver isso tudo com um piscar de olhos mas temos grandes “cabeças” decidindo pela gente, muitos foram nós cariocas que votamos nas útlimas eleições. Enfim. Vou torcer para que os moradores da Urca não se prejudiquem com isso. Mas que a cidade está um cáos em TODO lugar ngm pode negar.

  6. 1 julho, 2008 às 12:24 pm

    Todo lugar não. A Urca ainda tem paz. Por enquanto.

    Uno, desculpa, mas cada um luta pelo seu espaço aqui. JUSTAMENTE porque são poucos os que ainda são ‘tranquilos’. Lembra da saida do Túnel Santa Bárbara que dava no alto da Marquês de São Viscente? Pois é…ele era aberto. OS MORADORES conseguiram com que fechassem aquela passagem. Porque atrapalhava de mais o transito e a tranquilidade dos moradores. E olha que nem estamos falando de estrutura de água e esgoto. Cada um luta pelo seu.

    É pelas vantagens da urca que a gente paga um IPTU absurdo, que não vai baixar de preço se a escola abrir. VAMOS LUTAR SIM!

    E ja que vcs esão falando de “aprovação da prefeitura”, todos sabem que não houve licitação para o uso do prédio. É tudo jogo de interesse de “peixe grande”.

    Não é porque vivo numa cidade que ja virou uma selva que o meu bairro também tem que virar.

    Concordo que é um problema estrutural de anos atras, mas pra que acabar com o que ainda resiste ao caos?? Se você consegue viver em laranjeiras, ótimo. Eu não conseguiria.

  7. 1 julho, 2008 às 4:58 pm

    Bem Joana, eu coloquei uma pimenta… Mas concordo com os aspectos que você levantou, acho que realmente a Urca é um dos poucos lugares que se tem alguma paz na cidade. Mas acho que essa paz eterna é realmente utópica. Tem que haver uma força muito grande para que haja um paraíso para se morar no coração do Rio. Desculpe pelos exageros… E que venha o IED, na Urca ou não.

  8. 1 julho, 2008 às 6:38 pm

    É por essas e outras que eu me afastei da política desde as eleições de chapa na época do colégio…

    Amo o Rio de Janeiro, a Urca e o Design. Não necessariamente nessa ordem.

  9. 3 julho, 2008 às 5:16 pm

    Melhor ter a escola la e reformar aqueles prédios antigos caindo aos pedaços do que deixar tudo do jeito que está!

    Quer tranquilidade? Vai morar em Vargem Grande, Recreio ou na fazendo…mais cedo ou mais tarde algum outro estabelecimento ia entrar na Urca, se não fosse o IED ia ser outra entidade.

    Agora é responsabilidade da prefeitura organizar as coisas, já que ela liberou a construção da escola.

  10. 4 julho, 2008 às 11:34 am

    “Quer tranquilidade? Vai morar em Vargem Grande, Recreio ou na fazendo…”

    Não é assim meu camarada! Easy boy

  11. 5 julho, 2008 às 12:23 pm

    Galera, me abstenho dessa discussão. Que venha o IED. Depois a gente ve as consequencias.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Menu

Posts de outrora

Calendário

junho 2008
D S T Q Q S S
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

%d blogueiros gostam disto: