Archive for the 'hardware' Category

09
maio
08

Multi-touch caseiro

Interfaces multi-touch são a coisa da moda agora. Pra quem não conhece, multi-touch é a tecnologia patenteada pela Apple, presente hoje no iPhone e iPod Touch e nos novos MacBooks. Depois da sua introdução, a interface controlada por mais de um indicador se popularizou e começaram a surgir diversos clones e tentativas experimentais, a fim de expandir a idéia. Um deles eu já postei aqui, de um rapaz que desenvolveu um tipo de multi-touch usando o controle remoto do Wii. A versão microsoftiana desse tipo de interface pode ser encontrada no Surface.

Passeando pelo Instructables, esbarrei nesse manual de como fazer uma mesa multi-touch caseira. A diferença dessa pra outras, é que essa você só precisa mesmo é de uma webcam. O resto é configuração e ajuste na sua iluminação ambiente com ajuda do software. Software esse que é desenvolvido pelo pessoal do NUI Group, uma equipe de mídia interativa que pesquisa e projeta interfaces em open-source. TouchLib é o nome do projeto em questão, que detecta realces no histograma da imagem da webcam e os transforma em pontos de cursores a serem usados em diversos aplicativos.

Eis o vídeo mostrando o processo:

Sim, depois de ver isso eu fui fazer a minha própria. Tava com uma webcam sobrando aqui, então montei uma versão mini dessa caixa com o que consegui achar. Não ficou a coisa mais bonita do mundo, mas aí configurei o programa e funcionou tranquilo !

E viva la experimentación !

17
mar
08

Hardware open-source

Feliz me mandou esses vídeos, de um designer de interação mostrando como é possível expandir o uso do simples controle remoto do Wii e criar interações de baixo custo mas que parecem milhonárias.

O controle é na verdade um sensor de infra-vermelho. Então combinado com a integração bluetooth com o computador, é possível fazer com que ele transforme emissões de IR em comandos de movimento espacial e até mesmo multi-touch, botando qualquer iPhone no chinelo e trazendo a interface do Minority Report à realidade.



Isso na verdade é um puro exemplo de como que os hardwares hoje em dia também estão ficando “open-source”. O fato do WiiRemote poder conversar com um computador já permite que sejam desenvolvidos programas como esses aí, por qualquer um, pra servir de base pra projetos mais completos, como um jogo ou um programa educativo. 

A nova-iorquina Bug Labs desenvolve o BUGbase, um aparelhinho de bolso no qual você acopla outros módulos como câmera, sensor de movimento, tela LCD, GPS e até alguns periféricos de PC. Com isso você programa o bichinho pra funcionar do jeito que você quiser, seja ele um aparelho de GPS que tira uma foto sempre que você passa por certas áreas, ou um detector de movimento que avisa por Wi-Fi sobre alguma atividade. O site oferece um fórum de troca de sabedoria pra desenvolvedores de gadgets no sistema BUG.

A Bug não foi a primeira a fazer isso. Aliás, há quase 10 anos atrás eu me lembro de ter ganhado de natal um Lego Mindstorms. Trata-se de um kit Lego incluindo um microprocessador, sensores de movimento e toque, motores e peças de Lego Technic e um CD-ROM com o programa. Você programava o microprocessador pelo computador, usando a linguagem da Lego própria pra crianças, pra ele entender os sensores e mover os motores de acordo com a interpretação do programa. Assim surgiam robôs, máquinas e geringonças inteligentes que introduziam a pessoa ao raciocínio da programação e ao conceito de “inteligência artificial”. Sem contar que quebrou o paradigma de que Lego é só pra crianças e pré-adolescentes. Meu pai ficava horas montando robôs enquanto eu tava na escola. E como tudo, o Mindstorms evoluiu para o Mindstorms NXT, que agora vem com um sensor sonoro e um ultra-sônico(?).

 




Menu

Posts de outrora

Calendário

agosto 2017
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031